Seguidores

domingo, 24 de outubro de 2010


Versos em teu corpo


 
Em espirais, minhas mãos
criam metáforas no teu corpo
como se escrevessem versos sem palavras.
Na sintaxe do silêncio, somos texto e subtexto,
desejo substantivo de atravessar o espelho
e chegar ao céu, 
onde se podem pronunciar todos os verbos.

Aíla
20/10/10

Fonte: http://literaila.blogspot.com/
Postar um comentário