Seguidores

terça-feira, 8 de março de 2016

ENG064 - Cristalização do poliestireno expandido: um novo método de gerenciamento ambiental na área marítima e civil Sub-categoria: de Materiais e Metalúrgica

Pessoal, vamos ajudar nossos alunos de Iracema nosa amiga Myllena Cristyna e Gabriel Moura do Ema nesse projeto.
''Galera, estou passando para pedir que vote no meu projeto para o prêmio FEBRACE virtual, basta clicar no botão curtir abaixo do tema do meu projeto. MUITO OBRIGADAA '' http://febrace.org.br/virtual/2016/ENG/64/



http://febrace.org.br/virtual/2016/ENG/64/

Resumo

Diante de problemas ambientais e civis que ocorrem todos os anos por falta de bons equipamentos de remoção de petróleo em água, remoção de petróleo incrustado em tanques de navios e impermeabilizantes em materiais de construção, surge a necessidade de um produto que seja mais resistente, eficiente e de baixo custo, que possa resolver esses problemas. Observando isso, o objetivo deste trabalho foi produzir um cristal que possa solucionar essas problemáticas, de forma simples, econômica e rápida. No desenvolvimento desta pesquisa, foi obtido um cristal a partir de resíduos de poliestireno expandido (PEX), que em testes teve um ótimo resultado de produção sem resíduos poluentes. Na primeira parte da pesquisa foi feito um impermeabilizante a partir desse cristal para ser utilizado na construção civil, sendo melhor que a resina industrial em resistências a altas temperaturas, em 700°C, impermeabilizou blocos e telhas de infiltrações a água em 98%, apresentou pH (6,0), resistências a 1,2 Toneladas e resiliência em 3.0 vezes. Na segunda parte da pesquisa foi feito um cristal liso a partir do PEX que pode repelir graxas, óleos e petróleo em quase sua totalidade em diferentes ângulos, esse material pode ser utilizado em tanques e tubos de transporte de óleo, petróleo e graxas. Em reação com cloreto de amônio foi obtido um cristal poroso que pode absorver petróleo, tintas e graxas em cerca de 82% da água e o líquido absorvido pode ser recuperado a aquecimento em estufa a 250°C, e o cristal pode se degradar no meio ambiente em poucos meses (5-7 meses). Pode-se concluir que esses novos produtos a partir do PEX pode ser uma nova alternativa para resolução de problemas na construção civil, ambientais, econômicos e sociais. Apresentando algo surpreendente nesse ramo de pesquisa, sendo 56 vezes mais eficiente e 120 vezes mais barato que os outros materiais testados.
Palavras-chave: Cristais , Adsorção e impermeabilização , poliestireno expandido


Postar um comentário