Seguidores

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

CLIP POEMA - A DESPEDIDA - AILA SAMPAIO




Desfiz as malas e a viagem. 
É longe demais o teu destino 
para quem tem pressa 

Sigo outra rota, 
vou por outro caminho 

o amanhã não existe 
a não ser no desejo de continuar 
a estrada que dá no presente 
com suas curvas e abismos 

É hoje o momento. É agora o lugar. 
Se não vens, vou sozinha: 
a carne de que é feito o tempo 
é perecível como a armadura do corpo 
já não posso esperar



Aíla Sampaio 

Postar um comentário